AVERSÃO A CANÇÃO DO EXÍLIO

Minha terra tem palmeiras

Onde já não canta o sabiá,

Todos estão em cativeiro

Sem vontade de cantar.

 

Nosso céu tem mais estrelas

Que tristeza que isso dá

Pois apesar de ter estrelas

É difícil contemplar;

 

Nossas várzeas têm mais flores

Mas não temos tempo para admirar;

O trabalho e a correria

Fazem até a beleza acabar.

 

Nossos bosques têm mais vida

Que mentira a proclamar

Os animais estão extintos

E as raças vão acabar!

 

Nossa vida desamores

Pois amor já não há

Em pensar sozinho à noite

Nenhum prazer a mim dá;

Minha terra tem palmeiras

Onde já não canta o sabiá

 

Minha terra tem primores

Mas não posso desfrutar

Pois o pão ainda é caro

E liberdade já não há;

Minha terra tem palmeiras

Mas não canta o sabiá.

 

Não permita Deus que eu morra

Sem essa visão mudar

Sem que desfrute os primores

Que a minha terra me dá

Sem que aviste as palmeiras

E ouça o sabiá a cantar!

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s