O NAUFRÁGO

O NÁUFRAGO

     Às vezes é tão difícil trabalhar os bons sentimentos, quando estamos constantemente cercados de maus sentimentos. É como se toda a forma de amor perdesse por completo o sentido, a razão, a essência.

Em meu coração agora, há um vazio, vazio difícil de ser preenchido, e uma densa escuridão toma conta de cada partícula, e ele está machucado, magoado, e uma dor profunda se alojou de mim.

Gostaria de correr daqui, e continuar correndo até perder completamente o fôlego dos meus pulmões, cair na areia, sentir o sol queimar minha pele e derreter a geleira do meu coração, e como um náufrago que aguarda com ansiedade ser encontrado em meio à solidão, encontrar também a porta certa, o destino, o caminho, talvez o mar me traga a resposta dentro de uma garrafa e certamente será a mensagem que estou aguardando, a mensagem que salvará o náufrago, no seu pedido de socorro.

Agora é só dor, mas eu sei que a punição virá para todo desamor, isto me impulsiona a continuar em meio à dor e ao desamor mostrando meu amor, meu doce e magoado amor. A pergunta é como manter a sinceridade? Como cultivar o amor?

Como um náufrago estou só, a minha frente um mar salgado e monótono, observo suas ondas, rebentarem contra as pedras, sua coloração, seu barulho, seu silêncio, escuto a música de saudade que ele entoa todos os dias, observo a areia branca, o céu azul e um horizonte distante. Tenho dificuldade em raciocinar, tenho muitas dúvidas, então me lanço no mar, deixo a água bater em mim e rebentar em meu coração, vou mais fundo agora, sinto a força das águas como um abraço forte e envolvente.

Olho ao redor, lembro-me da garrafa, mas ela ainda não chegou, pode levar dias, meses até mesmo anos, sinto o coração apertar de medo diante do futuro. Estou em meio à solidão, mas não tenho pressa em voltar, não esqueci o motivo pelo qual corri, pelo qual fugi, acredito no amor, mas não consigo me entregar, porque ele sempre está envolto em dor.

Imerso em meus pensamentos noto algo se aproximando pelo mar, corro de encontro é a mensagem que eu estava esperando, abro a garrafa, quase sem forças, mas com uma esperança, leio a mensagem e descubro o que já sabia. “Você é a pessoa para quem eu corro. Você é a pessoa que amo.” Então percebo que não sou a pessoa perfeita, existem tantas coisas que eu queria não ter feito, mas continuo aprendendo.

Meu coração está despedaçado, como um fuzileiro após a guerra e não parece forte suficiente para tanto desamor, em meus olhos a tristeza, mas não sou mais náufrago o seu amor me salvou.

 

By Simone

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s